suporte técnico
Sistemas, Windows Server

Licenciamento do Windows Server 2016

Desde outubro de 2016, a Microsoft passou a comercializar o novo Windows Server 2016 com novas funcionalidades, como maior segurança de dados, flexibilidade com nuvem híbrida, maior eficiência através da integração com a nuvem do Remote Desktop Services, plataforma otimizada que reduz custos de gerenciamento, entre outras.

O Windows Server 2016 continua disponível nas edições Datacenter, Standard, Essentials e Foundation. A primeira é voltada para os ambientes altamente virtualizados de nuvem privada e híbrida. Já a edição Standard é voltada para ambientes de baixa densidade ou não virtualizados.

A Essentials oferece uma solução de servidor flexível, acessível e fácil de operar. Por fim, a Foundation que só é vendida no modelo OEM, ou seja, em conjunto com o hardware vendido pelo fabricante.

Mudanças de licenciamento

Mudanças de licenciamento

Como a Microsoft alterou as regras de licenciamento com a chegada do Windows Server 2016, procuramos esclarecer aqui as principais mudanças.

O licenciamento agora considera todos os núcleos físicos do servidor e continua exigindo a aquisição do acesso Client Access License (CAL). O mínimo que a Microsoft exige por servidor físico são 8 pacotes de 2 núcleos.

Em relação ao valor, a Microsoft fracionou o valor do antigo Windows Server 2012 em 8 partes e por isso o valor dólar de lista continua o mesmo.

Datacenter – Indicado para ambientes de nuvem privada altamente virtualizados pois inclui direito de virtualização ilimitada. O licenciamento é pelo número de núcleos físicos do servidor mais a CAL de acesso

Standard – Mais apropriado para ambientes pouco ou não virtualizados. Tem os mesmos recursos da edição Datacenter, porém de forma limitada, que permite o direito de execução de duas máquinas virtuais. Também é licenciado pelo número de núcleos físicos do servidor mais a CAL de acesso

Essentials – Para pequenas empresas com até 25 usuários, em execução em servidores com até 16 núcleos. Não inclui direitos de virtualização.

Foundation – Para pequenas empresas com até 15 usuários. Não inclui direitos de virtualização e só é vendida no modelo OEM, ou seja, em conjunto com o hardware vendido pelo fabricante.

  • DATACENTER
    Recurso: Ilimitado OSE (ambiente do sistema operacional) virtual. Todos os recursos.
    Tipo de licenciamento: 16 núcleos por servidor + CAL
  • STANDARD
    Recurso: Dois OSEs virtuais. Todos os recursos.
    Tipo de licenciamento: 16 núcleos por servidor + CAL
  • ESSENTIALS
    Recurso: 16 núcleos físicos por servidor. OSE Recursos limitados.
    Tipo de licenciamento: 16 núcleos por servidor. Limite de 25 usuários.
  • FOUNDATION
    Recurso: OEM. Recursos limitados.
    Tipo de licenciamento: Servidor OEM. Limite de 15 usuários.

Sobre as CAL’s

Existem dois tipos de CALs:

Sobre as CAL’sLicença por Usuário (User CAL): Para acessos de usuários em diversos dispositivos como laptops, notebooks e desktops. Esse modelo é mais interessante quando o usuário pode acessar o servidor por mais de um dispositivo, como um desktop, um tablet e um smartphone, por exemplo (mais comum entre as empresas).

Licença por Dispositivo (Device CAL): Ideal para casos em que a empresa tenha usuários acessando no mesmo equipamento, como em uma configuração de pessoas usando a mesma máquina em turnos diferentes, por exemplo (como se houvesse um estagiário na parte da manhã e outro a tarde).

Fonte: https://blog.4partner.com.br/como-licenciar-novo-windows-server-2016/

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Mauricio
Mauricio
1 ano atrás

Excelente informação!
Parabéns!

1
0
Deixe seu comentário sobre nossa matéria!x
()
x